Turma disponível:
Formas de pagamento: Recorrência de Cartão, Cartão de Crédito, Boleto
SENAC HUB ACADEMY

29/08/2022 à 21/05/2024 - Segunda-feira a Sexta-feira (18:45 às 22:00)

ver o endereço

Sobre o curso

Objetivo geral Formar profissionais com competências para atuar e intervir em seu campo de trabalho, com foco em resultados. Objetivos específicos " Promover o desenvolvimento do aluno por meio de ações que articulem e mobilizem conhecimentos, habilidades, valores e atitudes de forma potencialmente criativa e que estimule o aprimoramento contínuo. " Estimular, por meio de situações de aprendizagens, atitudes empreendedoras, sustentáveis e colaborativas nos alunos. " Articular as competências do perfil profissional com projetos integradores e outras atividades laborais que estimulem a visão crítica e a tomada de decisão para resolução de problemas. " Promover uma avaliação processual e formativa com base em indicadores das competências, que possibilitem a todos os envolvidos no processo educativo a verificação da aprendizagem. " Incentivar a pesquisa como princípio pedagógico e para consolidação do domínio técnico-científico, utilizando recursos didáticos e bibliográficos.

O que vou aprender?

Auxiliar no fornecimento de medicamentos em farmácias e drogarias 108 horas de duração
  • Atendimento ao Cliente: conceito; perfis de pessoas: sinestésico, auditivo, visual e de clientes em farmácias e drogarias; normas de etiqueta profissional: apresentação pessoal, sigilo profissional; Comunicação: tipos e barreiras comunicacionais, técnicas de atendimento e adequação da linguagem às necessidades do cliente. Cadastro de clientes.
  • Cálculos no fornecimento de medicamentos em farmácias e drogarias: Operações básicas em matemática algarismos romano; sistema internacional de unidades de medida; conversão de unidades; frações; números inteiros e decimais; razões e proporções - regra de três; porcentagem; arredondamento.
  • Dispensação: Conceito e etapas, Limites de atuação: Técnico em Farmácia, Atendente de Farmácia, Farmacêutico.
  • Disposição dos medicamentos na farmácia/drogaria: Formas de exposição e padrões.
  • Documentos relacionados ao processo de fornecimento de medicamentos: tipos, conceitos e modelos, formas de consulta e de organização, prazos para arquivamento.
  • Etapas da Assistência Farmacêutica: organização do processo de recebimento, conferência, armazenamento. Especificidades em drogarias, farmácias.
  • Formulário de pedido do cliente: conceito, modelos, formas e sistemas para preenchimento.
  • Gerenciamento de resíduos de saúde envolvidos na dispensação: conceito, tipos de resíduos e descarte.
  • Informação sobre medicamentos: tipos de fontes de pesquisa (DEF, Guia de Preços; Rename; sites da Anvisa e Ministério da Saúde), especificidades, modo de uso.
  • Intercambialidade: Conceito; Biodisponibilidade, bioequivalência, equivalência farmacêutica; Limites de atuação; registro da prescrição.
  • Legislação relacionada a dispensação de medicamentos em farmácias e drogarias e suas alterações.
  • Medicamentos: conceitos (Droga, insumo farmacêutico, fármaco, remédio, medicamento), Preparação magistral e oficinal, Forma e fórmula farmacêutica tipos e classificações, Tipos de medicamentos referência, genérico, similar, alopáticos, fitoterápicos, homeopáticos, MIP (medicamentos isentos de prescrição) equivalentes. Floral. Característica dos medicamentos: Dose, concentração e posologia; Denominação Comum Brasileira DCB Denominação Comum Internacional DCI. Vias de administração: oral, parenteral, mucosa e tópica. Fracionáveis. Diferenciação de medicamento em relação a: Planta medicinal, droga vegetal, produto tradicional fitoterápico; Pó e extrato seco.
  • Panorama do mercado mundial e brasileiro de medicamentos: Aspectos socioeconômicos Brasil e Mundo, Ranking dos principais medicamentos, Perspectivas do setor e Indústrias farmacêuticas de destaque no país.
  • Prescrição/notificação de receita: Conceito, tipos, profissionais legalmente habilitados a prescrever; Modelos de prescrição e de notificações de receita; itens obrigatórios.
  • Saúde: conceito (Organização Mundial da Saúde OMS), atribuições dos profissionais da saúde e o segmento farmacêutico.
  • Setor e cadeia do segmento farmacêutico: estrutura, ambientes de dispensação de medicamentos, profissionais envolvidos.Farmácia: Conceito de drogaria e farmácia com manipulação, Regulação e fiscalização, Produtos comercializados e serviços prestados, Programas de governo. Programa de Benefícios em Medicamentos (PBM) indústria.
  • Softwares utilizados em farmácias e drogarias: vantagens e desvantagens, tipos, especificidades.
  • Solicitação remota de medicamentos: procedimentos e condições para realização.
  • Substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial: listas vigentes, Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados SNGPC (conceito e impactos na dispensação).
Auxiliar na orientação do uso racional de medicamentos em farmácias e drogarias 108 horas de duração
  • Composição do corpo humano: Estrutura celular; organelas; transporte de substâncias; tecidos e órgãos; Anatomia e Fisiologia dos sistemas cardiovascular, respiratório, digestório, renal, osteomuscular, tegumentar, endócrino, reprodutor, sanguíneo, imunológico, linfático e nervoso.
  • Farmacologia: Vias de administração aplicadas a medicamentos dispensados em farmácias e drogarias. Características gerais referentes a Farmacocinética e Farmacodinâmica; Interações fármaco-fármaco, fármaco-nutriente, fármaco-álcool; Reações adversas. Principais classes terapêuticas. Riscos e contra- indicações: gravidez e lactação, crianças e idosos.
  • Fitoterapia: conceito, histórico, plantas medicinais, fitoterápicos, modos de preparo e conservação.
  • Florais: conceito, histórico, linhas.
  • Formas farmacêuticas: conceitos sobre excipiente ou veículo e adjuvantes; embalagens primária e secundária, tipos, formas de utilização e especificidades de uso: líquidas semissólidas, sólidas e outros (como aerossóis e sprays). Tipos de fórmulas farmacêuticas.
  • Homeopatia: conceito, histórico, fundamentos, princípio da ação dos medicamentos homeopáticos, introdução de matéria médica e entrevista homeopática, correntes homeopáticas, origem dos medicamentos, classificação e nomenclatura homeopática, medicamentos para (uso interno e externo), métodos, escalas, potências, diluições.
  • Legislação relacionada à orientação sobre o uso racional de medicamentos em farmácias e drogarias e suas atualizações.
  • Microbiologia: conceitos e princípios articulados com as classes medicamentosas para tratamento (ciclo de vida, meios e fontes de contaminação e medidas preventivas).
  • Orientação ao cliente sobre medicamentos: posologia, modo de uso, possíveis interações e reações adversas, modo de armazenamento e formas de descarte.
  • Parasitologia: conceito e princípios articulados com as classes medicamentosas para tratamento de parasitoses (ciclo de vida, modos de transmissão, medidas preventivas).
  • Patologias relevantes na dispensação associadas às classes medicamentosas: doenças transmissíveis, crônicas e de notificação compulsória.
  • Uso Racional de Medicamentos (URM): Conceito; modo de uso, condições de armazenamento e descarte e papel do atendente e técnico em farmácia e seus limites de atuação.
Comercializar e orientar o uso de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos e outros produtos para saúde em farmácias e drogarias 108 horas de duração
  • Atendimento ao cliente: Comportamento do consumidor: perfil comportamental de clientes e suas necessidades. Modelo de comportamento de compras.
  • Cabelo, pele e anexos: conceito, tipos, estrutura e doenças relacionadas.
  • Código de Defesa do Consumidor: Definições. Direitos Básicos do consumidor. Responsabilidades do Fornecedor. Práticas comerciais e cláusulas abusivas.
  • Correlatos (outros produtos para saúde): definição, tipos, usos; rotulagem e orientações para o uso.
  • Cosmetologia: conceito e tipos de produtos (de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos). Cosméticos: classificação conforme o grau de risco (grau I e grau II e seus tipos); classificação conforme os tipos de público (infantil, adolescente e jovem, adulto e idoso); funções; principais ativos; embalagens (primárias e secundárias); rotulagem e orientações para o uso.
  • Cosmetovigilância e Tecnovigilância: Conceito. Sistema de Notificação em Vigilância Sanitária. Eventos adversos e queixas técnicas de produtos.
  • Descarte de resíduos provenientes da comercialização de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos e de outros produtos para saúde.
  • Documentos: pedidos, nota e cupom fiscal, ficha de cadastro de clientes.
  • Exposição de produtos e merchandising: Conceito e técnicas de merchandising e sua aplicação na farmácia e drogaria. Layout e ambiente de loja. Exposição de produtos no PDV (gerenciamento de produtos por categoria e Mix de produtos).
  • Fidelização de clientes: conceito, ações e ferramentas (Marketing de relacionamento, Soluções de problemas) e cadastro de clientes (consultas e relatórios).
  • Legislação relacionadas à comercialização de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos e de outros produtos para saúde e suas alterações.
  • Panorama do mercado mundial e brasileiro de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC) e de outros produtos para saúde (correlatos).
  • Planejamento de carreira: mundo do trabalho, formas de inserção no mercado de trabalho, preparação de currículos, entrevista de emprego.
  • Suplementos alimentares: definição, tipos, usos; rotulagem e orientações para o uso.
  • Técnicas de comunicação e Técnicas de trabalho em grupo.
  • Vendas: Técnicas de vendas e de negociação. Pós venda. Ações promocionais.
Auxiliar no fornecimento de medicamentos e outros produtos para a saúde em unidades de dispensação do SUS 60 horas de duração
  • Cálculos aplicados ao fornecimento de medicamentos e outros produtos para a saúde nas unidades de dispensação do SUS: multiplicação, divisão, regra de três simples, porcentagem, conversão de unidades.
  • Conceito de saúde, Saúde Pública e Saúde Coletiva e suas relações:
  • Dispensação no SUS - Principais patologias de relevância na dispensação no SUS: como hipertensão, diabetes mellitus, doenças de notificação compulsória (dengue, malária, tuberculose, entre outas). Epidemiologia das doenças crônicas não transmissíveis, epidemiologia das doenças transmissíveis. Prescrição: interpretação, validade. Medicamentos e outros produtos para saúde: tipos (Rename e Remume), quantidade. Legislação relacionada (municipal e programas de governo) e Orientação ao usuário - informações essenciais para a dispensação dos medicamentos e outros produtos para saúde no SUS.
  • Legislação relacionada à ao fornecimento de medicamentos e outros produtos para a saúde em unidades de dispensação do SUS e suas atualizações.
  • Níveis de atenção à saúde (atenção básica, secundária e terciária) e intersetorialidade (trabalho em rede);
  • Organização/disposição dos medicamentos e outros produtos para a saúde nas unidades de dispensação do SUS.
  • Políticas públicas de saúde com interface com a farmácia: Política Nacional de Humanização, Política Nacional de Atenção Básica e Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS;
  • Políticas públicas voltadas ao segmento farmacêutico: Política Nacional de Assistência Farmacêutica (conceito, ciclo e componentes da assistência farmacêutica - básico, estratégico e especializado). Política Nacional de Medicamentos (diretrizes, Relação Nacional de Medicamentos Rename e Relação Municipal de Medicamentos Remume);
  • Processo de organização, preenchimento e arquivamento dos documentos em unidades do SUS.
  • Sistema Único de Saúde - SUS: conceito, objetivos, princípios, diretrizes, estrutura, funcionamento nacional e regional, bases legais, principais fatos históricos de sua implementação e repercussão no fornecimento de medicamentos;
Auxiliar no fornecimento de medicamentos e produtos para saúde em hospitais e clínicas 96 horas de duração
  • A farmácia no contexto hospitalar: Conceito, histórico e objetivos, Funções e Atribuições da Farmácia Hospitalar e o papel do Técnico em Farmácia, Estrutura (organizacional e física). Tipos: central, satélite, ambulatorial. Interface da farmácia hospitalar com demais setores do hospital. SBRAFH padrões mínimos. Mapas de reposição.
  • Abastecimento de carros de urgência e de setores hospitalares.
  • Atuação em equipe multidisciplinar e segurança do paciente: limites de atuação, funções das equipes e colaboração entre farmácia e enfermagem.
  • Biossegurança hospitalar: Riscos no ambiente hospitalar físicos, químicos e biológicos. Exposição dos profissionais e principais precauções (higienização das mãos, manipulação de instrumentos e materiais, manipulação de materiais cortantes e de punção, ambiente e equipamentos, roupas e campos de uso no paciente, vacinação, EPIs e EPCs).
  • Cálculos na preparação e dispensação de medicamentos: funções básicas de cálculos farmacêuticos, utilizados dentro de um ambiente hospitalar e/ou clínicas, com vistas a realização de diluição e preparação de medicamentos: Unidades de medidas, Porcentagem, Razões e proporções - Regra de três. Escalas farmacêuticas, para a correta aplicação dos cálculos farmacêuticos. Cálculos de dose. Cálculos de quantidade dispensada.
  • Comissões hospitalares (CCIH, CFT, Nutrição parenteral e enteral).
  • Descarte de resíduos: separação e acondicionamento para descarte em hospitais e clínicas de acordo com PGRSS.
  • Dispensação em hospitais e clínicas: Apresentação de medicamentos específicos para hospitais Materiais médico-hospitalares: conceito, tipos, descrição e função. Produtos para diagnóstico de uso in vitro: conceito e tipos. Sistemas de dispensação: Unitário, Individualizado, Coletivo e Combinado/Misto e Sistemas de dispensação Centralizado e Descentralizado.
  • Farmacovigilância e Tecnovigilância: Rede Sentinela. Aplicado em âmbito hospitalar eventos adversos e queixas técnicas de medicamentos e produtos e Rastreabilidade.
  • Fitas e kits hospitalares: tipos e montagem.
  • Fracionamento de medicamentos: Conceito. Vantagens e desvantagens relacionadas ao processo de fracionamento de medicamentos. Técnicas de fracionamento, identificação, e etiquetagem.
  • Hospitais: Classificação hospitalar Finalidade ou tipo de assistência, Administração ou entidade mantenedora, Porte, Objetivo financeiro, Disposição (estrutura física, Corpo clínico e Competência nível dos serviços médicos: primário, secundário e terciário), Tipos e estruturas.
  • Legislação relacionada ao fornecimento de medicamentos e produtos para saúde em hospitais e clínicas e suas atualizações.
  • Padronização de medicamentos: conceito, importância e etapas.
  • Prescrição / Solicitação em hospitais: Avaliação da prescrição/solicitação conforme legislação específica (legibilidade, preenchimento de campos obrigatórios, sem emenda e/ou rasura, validade). Modelos de Prescrições e Notificações de receita. Campos de preenchimento obrigatório do dispensador e Medicamentos sujeitos a controle especial.
  • Procedimentos Operacionais Padrão (POP) relacionados às diferentes rotinas e atividades desenvolvidas pelo setor.
  • Segurança do paciente e a interface com a farmácia. Programa Nacional de segurança do paciente: Carta dos Direitos do Paciente, proposta no Manual da Comissão Conjunta de Acreditação de Hospitais para a América Latina e Caribe.
  • Softwares hospitalares: evolução, vantagens e desvantagens, tipos, especificidades para a farmácia, interface com a segurança do paciente.
  • Tendências para atuação de hospitais.
Auxiliar no controle do estoque de medicamentos, cosméticos, insumos e correlatos 84 horas de duração
  • Boas Práticas de Distribuição e/ou Armazenagem.
  • Controle de estoque: Conceito e objetivos, Atribuições do Atendente e do Técnico em Farmácia e limites de atuação. Sistema de controle de materiais. Estoque de Segurança: métodos de controle dos estoques. Sistema de organização de estoque. Acuracidade dos estoques. Roteiro de inspeção. Documentos pertinentes ao processo conforme segmento de atuação. Aquisições em instituições privadas e públicas: licitação, pregão, carta convite, simples contrato de fornecimento.
  • Etapas da Assistência Farmacêutica: seleção, programação, aquisição, recebimento e conferência, armazenamento e distribuição. Especificidades em drogarias, farmácias, hospitais, indústrias e SUS.
  • Inventário: levantamento, conferência e relatório.
  • Legislação relacionada ao controle do estoque no segmento farmacêutico e suas atualizações.
  • Normas de segurança do trabalho aplicadas ao estoque.
  • PGRSS Plano de gerenciamento de resíduos em serviços de saúde: conceito, finalidade e aplicação.
  • Planejamento e cálculos aplicados ao controle de estoque: Curva ABC/XYZ, Consumo Médio Mensal, Tempo de Reposição, Estoque Mínimo, Máximo e de segurança.
  • Rede de Frio do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde. (Imunobiológicos).
Prestar assistência inicial em situação de emergência 36 horas de duração
  • Avaliação inicial das lesões e/ou sintomas da vítima.
  • Cinemática do trauma e avaliação da cena.
  • Exame primário da vítima: sinais vitais; sintomas e condições do paciente.
  • Primeiros socorros em emergência: conceito; finalidade e cuidados.
  • Situações e procedimentos de emergência classificação, ações corretas e prevenções: queimadura, choque elétrico, asfixia, afogamento, picada de animais peçonhentos, hemorragia, crise convulsiva, luxação, entorse, fraturas, reações alérgicas, intoxicações, envenenamentos, corpos estranhos no organismo, ferimentos.
  • Solicitação de Socorro perante os órgãos competentes.
  • Suporte básico de vida: conceitos; manobras e protocolos.
Auxiliar na realização de ações de promoção da saúde no segmento farmacêutico 60 horas de duração
  • Ações de promoção da saúde do Ministério da Saúde.
  • Conceito de saúde (OMS) e Política Nacional de Promoção da Saúde (MS), Processo de saúde-doença.
  • Epidemiologia: Conceito, princípios e indicadores. Controle de Zoonoses e vetores.
  • Etapas metodológicas para desenvolvimento da ação de promoção da saúde: planejamento, preparação e organização dos recursos necessários e formas de implementação e documentos para registro da ação realizada.
  • Legislação relacionada à promoção da saúde e suas alterações.
  • Metodologias de pesquisa e técnicas de levantamento de dados da saúde (DATASUS).
Atuar em programas da qualidade e processos de acreditação no segmento farmacêutico 60 horas de duração
  • Acreditação Hospitalar: Conceito. Histórico; evolução; metodologia; Níveis de acreditação. Instituições de acreditação Princípios e diretrizes gerais da acreditação. Papel do técnico em farmácia na acreditação hospitalar. Documentos. Manual Brasileiro de Acreditação Hospitalar: conceito e forma de operacionalização.
  • Auditorias internas e externas: conceitos; tipos e atuação dos auditores. Roteiros de inspeção e de auditoria: modelos, campos, classificação dos itens avaliados.
  • Contextualização da Qualidade na Saúde: Qualidade, segurança, eficácia de produtos, Uso racional de medicamentos e Segurança do paciente.
  • Diferenças entre processos de Certificação e de Acreditação Hospitalar.
  • Garantia da Qualidade: Conceito e objetivos. Garantia da qualidade x controle de qualidade. Sistema documental. Rastreabilidade (processo e pesquisa). Ações preventivas, preditivas e corretivas. Qualificação de Fornecedores. Qualificação e Validação noções e tipos. Calibração de equipamentos e vidrarias. Treinamento. Papel do técnico em farmácia na garantia da qualidade. Tipo de relatórios de não-conformidade.
  • Legislação e normativas relacionadas aos programas da qualidade e processos de acreditação no segmento farmacêutico e suas alterações.
  • Sistemas de Qualidade: Conceitos, histórico e princípios. Tipos: Garantia da Qualidade, ISO, PNQ, Acreditação Hospitalar. Ferramentas e indicadores da qualidade, Interfaces com o segmento farmacêutico.
Realizar operações farmacotécnicas na manipulação e produção de medicamentos e cosméticos na forma líquida 108 horas de duração
  • Biossegurança: Aplicação à manipulação/produção na área de Farmácia. Microbiologia aplicada à biossegurança e segurança dos produtos farmacêuticos e cosméticos. Sanitização: Conceitos de limpeza, desinfecção, esterilização. Técnicas e produtos utilizados em ambiente, materiais, instrumentos, utensílios, vidrarias e equipamentos; Contaminação cruzada: conceito, fluxos de produção, pontos suscetíveis e medidas de controle de contaminação; Técnica de lavagem e esterilização de vidrarias e utensílios e Técnica de higienização das mãos.
  • Cálculos aplicados em manipulação: Alopática: porcentagem (p/p, p/v, v/p,v/v, % alcoólica), regra de três, quantidade suficiente para (qsp), quantidade suficiente (qs), concentração e diluição, volume, massa, capacidade e densidade, partes iguais. Homeopática: escalas decimal e centesimal, diluição (preparo das soluções hidroalcoólicas), relação entre insumo inerte e ativo, calibração de gotejador.
  • Compêndios de referência da área aplicados à manipulação de formas líquidas (Farmacopeia Brasileira, Farmacopeia Homeopática Brasileira, Formulário Nacional da Farmacopeia Brasileira, Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira): conceito, forma de consulta e utilização.
  • Componentes da formulação: Ativos, Excipientes/veículos, Adjuvantes farmacotécnicos e Bases galênicas. Água: tipos de água e sistemas de purificação. Classificação de formas farmacêuticas líquidas. Estéril: nutrição enteral e parenteral, colírio, gotas otológicas, quimioterápicos. Não estéril: solução, suspensão, xarope, elixir, tintura, alcoolatura, extrato, emulsão oral, colutório, xampu, sabonete líquido. Preparações nasais. Medicamentos homeopáticos: gotas (simples e complexo), dose única, poção. Florais.
  • Conferencia: prescrição ou pedido x ordem de manipulação/produção/envase x rótulo x outros (etiquetas complementares).
  • Descarte de resíduos: Tipos de resíduos gerados na manipulação/produção na área farmacêutica. Impactos ambientais causados por descarte incorreto de resíduos. Sustentabilidade aplicada a manipulação e produção de formas liquidas.
  • Envase de formas líquidas: técnicas.
  • Farmacotécnica aplicada a formas líquidas: Abreviaturas utilizadas. Forma farmacêutica x fórmula.
  • Farmacovigilância e Cosmetovigilância (pós-comercialização / pós-uso). Aplicados a manipulação/produção eventos adversos e queixas técnicas de produtos. Rastreabilidade dos produtos.
  • Fundamentos de Tecnologia de tensoativos: tipos, diferenças, incompatibilidades, aplicação em formulações de uso adulto e infantil.
  • Incorporação de ativos: Principais ativos utilizados no preparo de formas liquidas (incluindo insumos fitoterápicos), Solubilidade do ativo, Incompatibilidades (princípios ativos entre si e com os veículos utilizados) e Técnicas de incorporação.
  • Laboratório de manipulação - Boas Práticas de Manipulação e Produção (BPMF e BPF). Vestuário e conduta do manipulador. Infraestrutura física (layout) da farmácia com manipulação (ênfase nos laboratórios), Visão do processo industrial de formas líquidas. Equipamentos), vidrarias (tipos e precisão) e utensílios. Organização dos ambientes de trabalho.
  • Legislação e normativas relacionadas à manipulação e produção de medicamentos e cosméticos e suas alterações.
  • Materiais utilizados no preparo de formas líquidas: Vidrarias e utensílios: capacidade, graduação e precisão. Equipamentos e acessórios: tipos, verificação e manutenção. Material de embalagem: tipos e uso.
  • Não conformidades no processo de manipulação/produção formas líquidas.
  • Operações farmacotécnicas para preparo de base galênica líquida: Técnicas de pesagem, medição e aferição de volume, pipetagem (com pera e pump), trituração, agitação, aquecimento, solubilização, homogeneização, filtração, esterilização, diluição/concentração, decocção, infusão, maceração, percolação, dinamização, saturação, técnica de preparo de dose única, teste de pH.
  • Ordem de manipulação e produção: Conceitos. Campos e dados. Interpretação e Preenchimento.
  • Processo de produção de formas líquidas: Boas Práticas de Fabricação. Fluxo do processo de produção, preparo do produto, controle em processo, envase e rotulagem, equipamentos, técnicas e registros específicos da indústria.
  • Programas de PCMSO/PPRA: Conceito e finalidade - Riscos, EPIS, EPCs, Mapa de risco e prevenção de acidentes.
  • Química aplicada à Farmácia: matéria, átomos, elétrons, prótons e nêutrons, íons (cátions e ânions), tabela periódica, substâncias orgânicas e inorgânicas.
  • Rotulagem: tipos, informações necessárias e posicionamento do rótulo, etiquetas com advertências complementares.
  • Segurança do trabalho aplicados ao segmento farmacêutico: Conceito e importância.
Realizar operações farmacotécnicas na manipulação e produção de medicamentos e cosméticos na forma semissólida 108 horas de duração
  • Classificação de formas semissólidas: Gel, Creme, Loção, Gel creme, Pomada, Pasta, Condicionador, transdérmico, linimentos, ceratos e unguentos. Medicamentos homeopáticos de uso externo.
  • Compêndios de referência da área aplicados à manipulação de formas semissólidas (Farmacopeia Brasileira, Farmacopeia Homeopática Brasileira, Formulário Nacional da Farmacopeia Brasileira, Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira): conceito, forma de consulta e utilização.
  • Farmacotécnica aplicada a formas semissólidas: Componentes da formulação: Ativos. Excipientes/veículos, Adjuvantes farmacotécnicos e Bases galênicas.
  • Farmacovigilância e Cosmetovigilância aplicados à manipulação/produção na área de Farmácia. Rastreabilidade dos produtos.
  • Incorporação de ativos: Principais ativos utilizados no preparo de formas semissólidas (incluindo óleos essenciais). Tecnologia de fotoprotetores: componentes utilizados, tipos de filtros físicos e químicos. Incompatibilidades (princípios ativos entre si e com os veículos e embalagens utilizados. Técnicas envolvidas no preparo de óvulos e supositórios. Técnicas de incorporação.
  • Legislação e normativas relacionadas à manipulação e produção de medicamentos e cosméticos e suas alterações.
  • Materiais utilizados no preparo de formas semissólidas: Vidrarias e utensílios: capacidade, graduação e precisão. Equipamentos e acessórios: tipos, verificação e manutenção. Material de embalagem: tipos e uso.
  • Operações farmacotécnicas para preparo de base galênica semissólidas: Técnicas de pesagem, medição de volume, fusão, emulsificação, moldagem, aquecimento e homogeneização. Tipos de emulsão: óleo em água, água em óleo, múltiplas; e suas características.
  • Processo de produção de formas semissólidas: Boas Práticas de Fabricação. Fluxo do processo de produção, preparo do produto, controle em processo, envase e rotulagem, equipamentos, técnicas e registros específicos da indústria.
  • Segurança do trabalho e Biossegurança aplicadas à manipulação/produção na área de Farmácia;
Realizar operações farmacotécnicas na manipulação e produção de medicamentos e cosméticos na forma sólida 108 horas de duração
  • Ativos: Alopáticos. Vitaminas e minerais. Fitoterápicos: Classificação de pós fitoterápicos: extrato seco, pó fino, grosso e rasurado. Técnicas de obtenção: estabilização, secagem, moagem.
  • Cálculos aplicados em manipulação de formas sólidos: porcentagem, UI, UTR, UFC, fator de correção, fator de equivalência, umidade, densidade, conversão de unidade, de cápsula.
  • Classificação de formas farmacêuticas sólidas: Pós, Sachês, Grânulos, Pellets, drágeas, Cápsulas (tipos) e comprimidos (tipos). Medicamentos homeopáticos: glóbulos, pastilhas, comprimidos, pós, dose única, simples e composto.
  • Compêndios de referência da área aplicados à manipulação de formas sólidas (Farmacopeia Brasileira, Farmacopeia Homeopática Brasileira, Formulário Nacional da Farmacopeia Brasileira, Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira): conceito, forma de consulta e utilização.
  • Farmacotécnica aplicada a formas sólidas: Componentes da formulação: Ativos. Excipientes. Adjuvantes farmacotécnicos.
  • Farmacovigilância e Cosmetovigilância aplicadas à manipulação/produção na área de Farmácia. Rastreabilidade dos produtos.
  • Fracionamento de insumos: técnica e rotulagem.
  • Incompatibilidades (princípios ativos entre si e com os excipientes e embalagens utilizadas): Formas sólidas diferenciadas: tipos disponíveis e tendências de mercado; Técnicas de embalagem de formas sólidas.
  • Legislação e normativas relacionadas à manipulação e produção de medicamentos e cosméticos e suas alterações.
  • Materiais utilizados no preparo de formas sólidas: Vidrarias e utensílios: hierarquia com base na utilização e precisão. Equipamentos e acessórios (farmácia com manipulação e indústria farmacêutica e cosmética): tipos, verificação e manutenção.
  • Material de envase: tipos e uso. Sílica.
  • Operações farmacotécnicas para preparo de excipiente padrão: Técnicas de pesagem, diluição geométrica, homogeneização, trituração, tamização.
  • Operações farmacotécnicas para preparo de formas sólidas: Técnicas de pesagem, diluição geométrica, homogeneização, trituração, tamização, compressão, granulação (via seca e úmida), drageamento e revestimento, levigação, lubrificação.
  • Operações farmacotécnicas para preparo de medicamentos homeopáticos sólidos: Técnicas de trituração, métodos de dinamização e impregnação (única e tríplice).
  • Produção de formas sólidas: Boas Práticas de Fabricação. Fluxo do processo de produção, preparo do produto, controle em processo, envase e rotulagem, equipamentos, técnicas e registros específicos da indústria.
  • Rotulagem: informações necessárias e posicionamento do rótulo, etiquetas com advertências complementares.
  • Segurança do trabalho e Biossegurança aplicadas à manipulação/produção na área de Farmácia.
Realizar testes de controle de qualidade de insumos, produtos em processo e acabados 96 horas de duração
  • Aplicação de testes em água potável e purificada.
  • Certificados de análise: laudo de insumos, produtos intermediários, medicamentos e cosméticos, material de embalagem, responsabilidades.
  • Coleta e Amostragem: conceito, técnicas e cálculos da quantidade amostrada.
  • Compêndios de referência da área aplicados ao controle de qualidade área farmacêutica e cosmética (Farmacopeia Brasileira, Farmacopeia Homeopática Brasileira, Formulário Nacional da Farmacopeia Brasileira, Guias da Anvisa (Controle de controle de qualidade de produtos cosméticos; Guia de estabilidade de produtos cosméticos, Guia para a Realização de Estudos de Estabilidade), especificações e fichas técnicas): conceito, forma de consulta e utilização.
  • Controle de qualidade de matérias-primas: caracteres organolépticos, solubilidade, ponto de fusão, perda por dessecação, cinzas sulfatadas (resíduo por incineração), densidade aparente e relativa, viscosidade, pH, condutividade, cromatografia em camada delgada (CCD), sujidade, granulometria, ensaios limites. Reações de identificação. Técnicas e cálculos aplicados.
  • Controle de qualidade de produtos em processo e acabados líquidos: descrição, aspecto, caracteres organolépticos, limpidez, determinação do peso ou volume, pH, densidade de massa e densidade relativa, viscosidade, alcoometria. Técnicas e cálculos aplicados.
  • Controle de qualidade de produtos em processo e acabados semissólidos: descrição, aspecto, caracteres organolépticos, determinação do volume, pH, densidade de massa e densidade relativa, viscosidade, peso. Técnicas e cálculos aplicados.
  • Controle de qualidade de produtos em processo e acabados sólidos: descrição, aspecto do produto, caracteres organolépticos, dureza, friabilidade, determinação do peso/peso médio, desvio padrão e coeficiente de variação, desintegração, dissolução, teor/doseamento, umidade (perda por dessecação e Karl Fischer), uniformidade de doses unitárias. Técnicas e cálculos aplicados.
  • Controle de qualidade em embalagens: dimensão, volume, aspecto, peso.
  • Controle de Qualidade: conceito, departamento, parâmetros de qualidade, normas de segurança e Boas Práticas de Laboratório.
  • Controle microbiológico: identificação de microrganismos; técnicas e cálculos aplicados.
  • Descarte de resíduos: tipos de resíduos gerados em testes de controle de qualidade na área farmacêutica e cosmética, forma de pré-tratamento e segregação.
  • Equipamentos (calibração e verificação), vidrarias específicas e utensílios básicos.
  • Estudos de estabilidade de produtos farmacêuticos e cosméticos: conceito.
  • Farmacovigilância e Cosmetovigilância: desvio de qualidade (queixa técnica) conceito e ações.
  • Legislação e normativas relacionadas aos testes de controle de qualidade no segmento farmacêutico e suas alterações.
  • Preparo de soluções: tipos, manuseio de reagentes, técnicas de preparo e cuidados, padronização de soluções volumétricas, identificação e rotulagem.
  • Segurança do trabalho e biossegurança aplicados ao controle de qualidade no segmento farmacêutico.
Projeto Integrador Técnico em Farmácia 60 horas de duração

Posso fazer este curso?

  • Acesso ao Curso

- Ensino Médio incompleto
- Idade mínima de 17 anos.

  • Documento Necessário para Matrícula

- Comprovante de residência.
- CPF
- RG.

Terei diploma ou certificado?

Sim, este curso possui Certificado de conclusão.

Técnico em Farmácia

Cursos Técnicos . Saúde
Campo Grande
Saiba mais

Técnico em Análises Clínicas

Cursos Técnicos . Saúde
Campo Grande
Saiba mais

Assistência de Enfermagem Domiciliar

Cursos Livres . Saúde
Dourados
Saiba mais

Atendimento humanizado em serviços de saúde

Cursos Livres . Saúde
Dourados
Saiba mais

Atendimento à Parada Cardiorrespiratória

Cursos Livres . Saúde
Campo Grande
Saiba mais

Excelência no atendimento ao cliente em farmácias e drogarias

Cursos Livres . Saúde
Campo Grande
Saiba mais

Procedimentos Técnicos em Sala de Vacina - tecnologias e inovações

Cursos Livres . Saúde
Campo Grande
Saiba mais

Especialização Técnica em Urgência e Emergência

Cursos Técnicos . Saúde
Corumba
Saiba mais